Gravidez tardia: riscos e possibilidades

February 22, 2023

A notícia de gravidez tardia da atriz Cláudia Raia trouxe dúvidas e debates sobre o tema. Afinal, não é comum mulheres de 55 anos engravidarem.

Por isso, hoje trago os riscos e as possibilidades da gravidez tardia.

Quais as chances de sucesso da gravidez tardia?

A fertilidade da mulher diminui à medida que sua idade avança.

O período com maior fertilidade da mulher ocorre antes dos seus 35 anos e o sucesso da gravidez natural após os 40 costuma ser abaixo dos 5%.

Existem tratamentos para facilitar o desejo de ser mãe?

A inseminação artificial e a técnica de fertilização in vitro (FIV) são formas populares para tornar esse desejo em realidade.

Realizadas em clínicas de reposição, elas elevam o sucesso. Assim sendo, as chances podem aumentar entre 20 e 40%, dependendo da qualidade dos óvulos - eles também envelhecem com a idade.

Até que idade a mulher produz óvulos?

Na realidade, a mulher nasce com uma quantidade exata de óvulos, a mulher não produz óvulos.

Assim, se a mulher está com 40 anos, seus óvulos estão na mesma faixa etária.

FIV x Inseminação

A resposta é: depende. No caso da fertilização in vitro, utilizando óvulos de terceiras, o aumento pode ser um pouco maior. Dessa forma, pode chegar aos 60%, caso a doadora tenha menos que 35 anos.

Quais os riscos da gravidez tardia?

Por conta da idade avançada as chances de complicação são maiores, consideradas de alto risco.

Os riscos estão relacionados principalmente a distúrbios como:

  • Diabetes gestacional;
  • Distócia funcional;
  • Hipertensão.

Além disso, o risco de aborto espontâneo e parto pré-maturo é maior durante uma gravidez tardia. De modo que, o bebê também pode ter complicações por conta da gravidez após os 40 anos. Sendo a mais comum, as alterações cromossómicas, como a síndrome de down.

Aprenda a se prevenir

Hoje temos várias formas de cuidado durante uma gravidez tardia. Os principais deles são:

  • Manter o acompanhamento periódico;
  • Alimentação balanceada;
  • Atenção aos medicamentos;
  • Evitar esforços

E como seria uma gravidez após os 50 anos?

Importante lembrar que, em 2020, apenas 34 bebês de mulheres entre os 55 e 59 anos, nasceram no Brasil. O que aconteceu com a Cláudia Raia é raro, mas acontece.

Lembro que, com o passar do tempo, a qualidade dos óvulos e do esperma caem e os riscos para mulher sobem. O que dificulta a fecundação natural e diminui a taxa de fecundidade.

Ainda assim, uma pesquisa apresentada no encontro anual da American Society of Reproductive Medicine traz uma ótima notícia para as mamães com idade avançada.

Para saber o que diz esse estudo basta assistir o vídeo sobre o tema gravidez tardia no meu canal do YouTube clicando aqui.

Por hoje é isso, espero que você tenha gostado, beijo grande e fique com Deus.